quinta-feira, 10 de julho de 2008

Vai dar tudo certo!

Já passa da meia-noite e daqui a algumas horas estarei na mesa de cirurgia. Aproveitei bem a quarta-feira. Dei uma organizada nas minhas coisas, coloquei estrelinhas brilhantes no teto, deixei a malinha do hospital pronta e, até, beberiquei uma cervejinha gelada à noite - com direito a asinhas de frango e corações assados. Foi aníver da minha cunhada, a Deise, e já misturamos tudo.
Como ficarei alguns meses sem tomar uma das minhas bebidas preferidas - estarei tomando medicamentos fortes - aproveitei para matar a vontade de tomar uma Polar no ponto.
Estou confiante de que tudo dará certo. Todo este esforço terá uma baita recompensa lá na frente até pq acredito que "nada acontece por acaso" e que "as coisas acontecem quando têm que acontecer".
Como estou acostumada a enfrentar dificuldades desde a infância, e se não as tenho até sinto falta, garanto que toda esta experiência será um aprendizado. E farei Coca-Cola (meu refri favorito) deste limão, ao invés de uma limonada!
Ah! Antes que eu esqueça. Deixa eu explicar da forma mais simples como será a tal (e já famosa) cirurgia:
Tenho as duas pernas cambotas (no termo médico, genu varum ou geno varo) e os joelhos levemente para dentro. Por isso, sofro de dois tipos de dores. Ambas me impedem de subir ou descer escadas e lombas, correr ou praticar qualquer tipo de exercício. A situação deve piorar com o passar dos anos e corro o risco de ter uma artrose ou perder os movimentos das articulações. Por isso, a opção é entrar na faca agora ou ficar"capenga" mais tarde.
Ficarei dois ou três dias internada e, depois, casa e cama. Bom, o que os médicos farão é meio esquisito, mas deve dar certo: para cada perna, tirarão uma ponta do meu ilíaco e o enxertarão entre o joelho e a tíbia. Ele será colado com uma platina e quatro pinos/parafusos.
Parece ruim, e é: um mês de cama, sem colocar o pé no chão. Depois, mais um mês para colocar a ponta dos dedos no chão e, no terceiro mês, o pé inteiro. Fisioterapia desde o início. E, se tudo der certo, vou me recuperar para fazer a segunda perna em três ou quatro meses.
P.S: Só voltarei a escrever aqui depois que voltar do hospital e quando já estiver adaptada ao imobilizador longo de joelho e aos pontos da cirurgia. Bjuuuuu

Um comentário:

Lu disse...

Aline,

estamos todos aqui torcendo pela tua saúde e rápida recuperação. Vai dar tudo certo, sim!!

Beijos, Lu