sábado, 27 de setembro de 2008

Histórias III: O primeiro aniversário

Cristian Nunes, de Guaíba, está de aniversário hoje. Feliz, comemora o primeiro mês da nova chance de continuar vivendo. Há quatro semanas, um acidente no trânsito quase lhe tirou, aos 22 anos de idade, esta possibilidade.
Foi no retorno ao trabalho, após almoçar com a avó (coisa que, por acaso, acabou fazendo naquele dia), que Cristian viu a vida passar em poucos segundos enquanto voava sobre um automóvel. O veículo, dirigido por um adolescente com a carteira provisória, acabara de fazer uma manobra irregular na frente da motocicleta conduzida por Cristian. Ele, sem tempo de frear, bateu na porta no motorista e só caiu a 300 metros de distância.
_ Só pensei na minha avó, que me criou _ conta.
Depois da queda, ainda de capacete e desorientado, Cristian – com um corte profundo no braço direito e a clavícula deslocada – foi de táxi sozinho ao hospital mais próximo. Só teve a ajuda do taxista, que o conhecia. Ao descer do carro, desmaiou.
Os sete dias seguintes foram doloridos. Impedido de deitar, conseqüência das lesões que sofreu, Cristian dormia sentado. A lesão do plexo braquial – ruptura dos nervos responsáveis pelo movimento e sensibilidade das mãos, dos braços e dos dedos – o fez perder todo a mobilidade do braço ferido.
Mas aquilo que poderia ser motivo de tristeza para o jovem, o deixou ainda mais confiante em si próprio. Amparado financeiramente por quem quase lhe tirou a vida, Cristian começou as fisioterapias. Já na primeira semana, vibrou ao ver movimento nos dedos da mão paralisada.
_ Passei a acreditar mais em Deus. Ganhei mais fé. E é com a ajuda dela que pretendo me recuperar _ garante.
Sem prazo para ver o braço com mesma força de anos anteriores, Cristian (na foto acima, antes do acidente) não perde as esperanças. Pelo contrário, já faz planos para o futuro. E são muitos.

3 comentários:

CRISTIAN!!! disse...

Aline, eu adorei a matéria, ficou maravilhoso e muito bacana mesmo, o jeito que vc coloca as palavras é incrivel....
gostei mesmo e muito obrigado...
alias, foi uma honrra ser parte de uma história sua....
bjs e fica com DEUS!!!!

Anônimo disse...

Bah gosteii muitoo mesmoo..
esse cara é muitoo forte..
Q DEUS ESTEJA COM ELE!!
RAQUEl..

Márcio - MG disse...

Li a história e me emocionei. Torço pela recuperação do Cristian.

Aline, acompanho sempre o seu blog mesmo não conhecendo você.